Se você é um designer gráfico ou sabe como trabalhar com isso, então pode conseguir trabalhos diversos que estão por aí, esperando um profissional como você. Fazendo freelancer, poderá controlar suas horas e escolher para quem quer trabalhar. Você também pode dar o seu preço, desenvolver bons projetos e, enfim, fazer algo que ama enquanto trabalha confortavelmente na sua casa. Busque saber informações do mercado sobre as empresas que são suas potenciais clientes (já que existem bons e maus freelas). De resto, mãos às obras.
Ah! Sei que esse não é o tópico ideal, mas sobre ter cursos na área, cursos complementares, o que você acha? eles realmente valem à pena ou muitos fotógrafos criam apenas pra ganhar dinheiro de quem não entende do meio? Um prof. do curso básico de fotografia disse que muita gente tem o dom da fotografia, mas nao faz cursos para aprender técnicas e “melhorar o olho”. Tenho um colega que comprou uma câmera boa, tem um olho bom e tá fotografando casais pra ganhar um dinheiro extra. O que você acha disso?

1. Ver e fotografar animais.Para quem não sabe sou fã de animais. Já tive iguana, caranguejeira, alguns cachorros, periquito australiano, canarinho, ring neck, calopsita, papagaio (esse morreu senão estaria comigo até hoje), jabuti,  um mico estrela ( que o Ibama não me ouça), codorna, pato, pintinho (ganhei na exposição de cachorro no BH shopping e ele ficou lá em casa até virar frango) e gato (Minha mãe mandou eu dar pois falou que gato é traiçoeiro. Leite com manga mata viu gente?).


É um desafio diário, pois são sempre novas pessoas, vivendo situações diferentes, com personalidades diferentes, sempre com suas histórias únicas e cabe a nós, fotógrafos de família, nos adequarmos à cada sessão, fazer o melhor trabalho que poderia ser feito, se dedicar muito e, claro, se orgulhar de cada resultado: a junção de muito estudo, dedicação e amor. 
Durante os últimos anos conheci muitas pessoas e ajudei várias delas, durante os meus processos de consultoria, a encontrarem serviços que pudessem oferecer de forma remota. Muitas simplesmente pegaram em tarefas que já faziam no dia a dia e adaptaram-nas ao trabalho remoto. Outras tiveram que se reinventar e sair da caixa do óbvio, encontrando serviços totalmente novos e inovadores para que pudessem trabalhar a partir de casa.
×